Conheça nossas principais
Áreas de Atuação

Demais Empresas
DEMAIS EMPRESAS

Atendemos a diversas modalidades de empresas, prestando serviços especializados e direcionados para cada segmento, desde a sua constituição.

1. SOCIEDADE SIMPLES
2. SOCIEDADE EMPRESÁRIA LIMITADA
3. SOCIEDADE ANÔNIMA
4. EMPRESÁRIO INDIVIDUAL
5. MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL – MEI
6. EMPRESÁRIO INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA – EIRELI

DIFERENÇA ENTRE SOCIEDADE EMPRESÁRIA INDIVIDUAL E SOCIEDADE SIMPLES

Sociedades Empresárias serão, então, aquelas que exercerem a atividade econômica organizada, através da empresa (forma organizada - organismo), nos termos do art. 982 combinado com o caput do art. 966 do Código Civil. Essa atividade será exercida, então, através dessa forma organizada ou desse organismo, e não diretamente pelos sócios, observando-se um distanciamento com notória aparência entre eles e a atividade. O que ocorre de forma corriqueira nas sociedades de grande porte. Exemplo: sociedades, que prestam serviços médicos através de hospitais, ou, ainda, aquelas que o fazem através das fábricas e indústrias de grande porte.

Já as Sociedades Simples são as demais. Aquelas em que a atividade econômica é exercida, ordinariamente, pelos próprios sócios, surgindo daí uma vinculação entre eles e a atividade. São sociedades de menor porte em que não se percebe a atuação da empresa, desse organismo que os deixaria distanciados de sua atividade. Exemplos: escritórios de contabilidade, de representação, de corretagem de seguros, clínicas médicas, pequeno comércio, pequena indústria, artesãos, todos, enfim, que se encontrarem vinculados diretamente à sua atividade econômica. Essas são, em princípio, as sociedades simples.
(fonte: http://www.contabeis.com.br/noticias/19205/sociedade-simples-e-empresaria/ )

EMPRESÁRIO INDIVIDUAL ≠ MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL ≠ EIRELI = ENTENDA A DIFERENÇA

EMPRESÁRIO INDIVIDUAL Muitos acham que é o mesmo que MEI, mas não é. Eles se diferenciam principalmente com relação à restrição de atividades, ao faturamento anual e ao número de obrigações acessórias. O Empresário Individual também é um profissional que trabalha por conta própria, mas seu faturamento anual máximo pode chegar até a R$ 360 mil, sendo considerado ME (Micro Empresa), ou até 4,8 milhões, sendo EPP (Empresa de Pequeno Porte). MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL Profissional autônomo e/ou microempresário, que tem suas atividades legalizadas. Introduzido pela Lei Complementar 128/08 e inserido na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar 123/06), o MEI foi criado em julho de 2009. Um microempresário individual não pode ter sócios, pode ter, no máximo, um funcionário e deve ter uma receita bruta anual de até R$ 81 mil (novo limite que entrou em vigor em janeiro de 2018). Será enquadrado no Simples Nacional e fica isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Paga apenas o valor fixo mensal de R$ 48,70 (comércio ou indústria), R$ 52,70 (prestação de serviços) ou R$ 53,70 (atividades mistas, comércio e/ou indústria e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias são atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo. EIRELI Esta é a sigla para Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Trata-se de uma empresa constituída por apenas uma pessoa, detentora de 100% do capital, que não pode ser inferior a cem vezes o valor do salário mínimo do ano. A EIRELI estabelece que apenas o patrimônio social da empresa esteja comprometido em casos de dívidas do negócio, protegendo assim os bens pessoais. Fonte: https://conube.com.br/blog/mei-empresario-individual-e-eireli/